O Jogo das Redes Sociais que você (provavelmente) ainda não aprendeu a jogar

Será que a sua empresa está aprendendo a usar o fenômeno das redes sociais?

Se por um lado, é verdade que vivemos numa época em que é extremamente fácil chegar aos nossos potenciais clientes, também é verdade que conseguir a atenção de cada usuário nas redes sociais torna-se cada vez mais complicado. Com mais conteúdo a ser compartilhado a todo o momento, o usuário vai tendo menos tempo para consumir cada novo vídeo, texto ou imagem que é publicada.

Já há várias décadas que entramos numa guerra em que a atenção de cada pessoa passou a ser o bem mais valioso para as marcas. Lembremo-nos como funcionava a televisão. Você estava lá, vendo o seu programa ao final do dia, e de um momento para o outro, era interrompido com publicidade.

Você assistia aquele programa de graça porque tinha alguém pagando pelo seu tempo, acreditando que, se você visualizasse o programa, tinha maiores chances de ver o anúncio que ia aparecer durante o intervalo.

Você não estava pagando pelo programa, mas você era o produto.

Só que a realidade mudou. Hoje, se você está vendo um programa de TV e aparece um anúncio, você pega no celular, troca de canal ou vai fazer qualquer outra coisa. Você simplesmente passou a ignorar a publicidade.

Até a TV paga brasileira perdeu, durante o ano passado, mais de 360 mil assinantes. O comportamento do consumidor mudou e você tem que se acostumar com isso.

Só que, provavelmente, você ainda não percebeu o que está acontecendo…

Qual a razão de você não fazer vendas pelas redes sociais?

Qual a razão para as pessoas não prestarem atenção para o seu conteúdo?

É sobre isso que vamos falar em seguida…

O que as empresas ainda não aprenderam com as redes sociais

Com a chegada das redes sociais, as empresas acreditaram que tinham a faca e o queijo na mão. Finalmente tinham um canal de comunicação onde podiam fazer vendas e não precisavam de pagar as verbas absurdas que muitas vezes as TV’s e rádios cobravam. Além disso, tinham métricas mais precisas. Quantas pessoas viram exatamente aquele anúncio, quantos clicaram, qual o perfil de quem interagiu, etc. Agora até podiam entregar os seus anúncios com maior precisão!

Só que o consumidor que, ontem estava na TV e hoje está na internet, é o mesmo. Ou seja, ele não gosta de ser interrompido com publicidade! Principalmente com publicidade que não está direcionada para ele ou com publicações que têm “cara” de publicidade.

O que as marcas ainda não perceberam é que, por ser tão fácil criar conteúdo, também tornou-se fácil ignorar esse mesmo conteúdo.

O texto está chato? Vamos ao Youtube.

Nada decente no Facebook? Abrimos o Snap.

Hoje em dia se você não chamar a atenção de alguém nos primeiros segundos, acabou. O mouse vai para baixo ou o dedo desliza.

É assim que você faz é assim que toda a gente faz!

As marcas atuais têm que criar conteúdo que gere interação, que seja interessante e que faça aquele potencial cliente gostar da marca.

Resumindo: têm que entregar valor.

Programa de Afiliados JivoChat: 30% de comissões recorrentes!

Cada pessoa é uma empresa de mídia

Hoje, com um smartphone, qualquer pessoa é uma empresa de mídia. Basta abrir o Facebook, o Instagram ou o Snapchat e você está compartilhando conteúdo com milhares de pessoas.

E a sua empresa hoje, também é uma empresa de mídia, que por consequência acaba por vender alguns produtos.

Eu sou uma empresa que de mídia que fala sobre Facebook e redes sociais e que, por consequência, vende livros, palestras e gestão de campanhas sobre..Facebook.

Entendeu a perspectiva?

Hoje o seu marketing é isso: conteúdo, agregar valor e vender sem vender.

O problema é que muitas pessoas pensam exatamente o contrário: eu primeiro vou vender para depois agregar valor. Desta forma, se tornam fácil de serem ignoradas num mundo repleto de informação.

Nesse jogo das redes sociais, primeiro concentre-se em dar valor e depois em vender. Considere por exemplo oferecer atendimento em tempo real em seu website utilizando o JivoChat para reter visitantes vindo de suas páginas nas redes sociais.

E não se esqueça de acessar mais vídeos como o acima no Canal do Youtube da JivoChat Brasil

2017/03/20

Se gostou deste artigo, também pode gostar destes ...

Dicas para ecommerce, conversão e atendimento