A história da empreendedora que montou um ecommerce no Instagram

Conheça a trajetória da Alexandra Moraes, como surgiu a ideia de negócio e como ela inventou seu próprio método de ecommerce

Você está tentando usar o seu ecommerce e sente que não está tendo resultados? Por vezes, contornar essa situação usando as mídias sociais pode ser interessante. Esse foi o caso da Alexandra Moraes, uma empreendedora que criou um método inovador de ecommerce na área de moda através do Instagram. Bióloga com mestrado em genética, ela migrou para a área empresarial após não ter se descoberto na Biologia. Desta forma, acabou descobrindo uma oportunidade única, criando um negócio do zero e lucrando já em seu primeiro mês.

Hoje atuando na área de cursos online, ela ensina como utilizar seu próprio método para que outros também alcancem sucesso. Conversamos com ela e destrinchamos um pouco de suas histórias de sucesso no ecommerce. Ela nos contou como contornou as primeiras dificuldades e como hoje é um case de sucesso nos negócios online.

Inclusive, se você já possui um perfil de negócios no Instagram, poderá atrair visitantes de lá para sua própria página e alavancar um chat online profissional para abordá-los proativamente. Conheça como fazer isso utilizando o JivoChat.

Leia também: Email marketing para inciantes: 14 dicas para começar a usar

Inicie sua jornada no Instagram com dicas de quem já tem experiência

Aprender através da experiência de outras pessoas é uma maneira de evitar erros e aumentar suas chances de acertos. O gerenciamento profissional do Instagram não é diferente. Existem profissionais que se especializaram em compartilham seus conhecimentos e aprendizados sobre a plataforma para auxiliar novos empreendedores.

É claro, a experiência atuando com a ferramenta sempre será necessário para alcançar seus objetivos, mas com conhecimento adicional você começa adiantado em seu caminho. Nossa recomendação é um curso que cobre desde a criação de perfis comerciais até dicas para vencer o algoritmo: o Insta para Negócios.

Curso Insta Para Negócios

Ecommerce no Instagram: Rumos, objetivos e como foi o início da nova jornada

Após o nascimento de seu segundo filho, Alexandra percebeu que não queria continuar na área, se desligando da empresa e passando a focar singularmente na criação de seus filhos. Conforme ela nos contou: “Trabalhando no mundo corporativo eu sempre tive que abrir mão de vários momentos com o meu filho mais velho em função do trabalho. Com o segundo filho essa vontade de ficar exclusivamente com eles ficou muito forte”.

Por volta de 4 meses após o nascimento da segunda criança, Alexandra começou a pesquisar na internet formas de trabalhar que a permitissem também ficar com seus filhos, conciliando ambos os lados. Nestas pesquisas, ela encontrou uma oportunidade única na área de moda feminina, na qual começou a estruturar seu ecommerce para venda de roupas femininas online.

A partir daí, Alexandra começou a estabelecer seus canais de atendimento mas, indo na direção contrária da maioria, ela passou a trabalhar com o Instagram, WhatsApp e email, ao invés de inaugurar um site de ecommerce. A empreendedora usava principalmente o Instagram para angariar suas clientes. Já o WhatsApp era usado para o atendimento online e contato direto com os clientes.

Inauguração do site e a reviravolta no ecommerce

O resultado da iniciativa da Alexandra, que consistia em checar a demanda de usuários do Instagram em perfis de redes atacadistas - ou seja, que vendiam apenas para lojas e ecommerces - e assim planejar a aquisição destas roupas e a venda, deu muito certo e, em poucos meses, ela já não conseguia atender toda a demanda que vinha à sua loja no Instagram.

O processo funcionava de forma bem simples: “Eu detectei uma demanda no Instagram de lojas atacadistas. Nas fotos que esses atacadistas postavam existiam dezenas de pessoas comentando que queriam comprar as peças mas não tinham como comprar pois o fornecedor era um atacado exclusivo. A partir daí eu comecei a entrar em contato com essas interessadas, uma a uma, através dos comentários do Instagram. Com isso elas passaram a me procurar sempre que queriam peças de determinadas marcas”.

Foi aí que ela pensou na criação do site para automatização de alguns processos que ela ainda executava manualmente. Dito isso, ela investiu no site e o inaugurou, mas cometeu um erro de cálculo.

Ela nos disse que, nesse processo do site, não havia calculado a quantidade de tempo que levaria em tarefas de manutenção, como atualização das fotos e medidas das peças vendidas e o trabalho para encaminhar as pessoas para a página. Porém, o principal problema enfrentado pela Alexandra não foram esses, mas sim o conflito entre a facilidade de navegar no site e o atendimento personalizado que ela fazia pelo WhatsApp para fechar a compra. Ou seja, o site passou a se tornar apenas uma vitrine e, além de não gerar muito retorno, acabou por aumentar a carga de trabalho, ao invés de diminuir como era intencionado.

Vendas

Renovação do negócio

Apesar dos problemas com o site, ela jamais pensou em desistir de seu negócio online, visto que as redes sociais ainda davam bastante resultado. Ou seja, com os problemas no site, ela abandonou-o de vez e decidiu dar um passo para trás, retornando ao formato original e o reinventando de outras maneiras.

Entre as estratégias seguintes, ela adotou as listas de transmissão no WhatsApp e técnicas de email marketing para aumentar seu alcance, inclusive convocando ajuda da família para os processos operacionais da empresa. “Era mais viável financeiramente arcar com os custos de uma segunda pessoa no negócio do que manter o site funcionando”, disse a empresária.

Junto a isso, ela também criou uma estrutura e identidade visual de maneira a passar grande credibilidade ao seu negócio. Isso significava que, apesar do contato pessoal, sua forma de atendimento passava a impressão que estavam tratando com uma marca de grande estrutura de ecommerce, quando na verdade tudo era organizado a partir de um quarto de apartamento.

Escritorio

Migrando do ecommerce para a área de ensino

Atualmente a Alexandra ministra cursos online de marketing digital, passando ensinamentos sobre o que aprendeu em seu próprio negócio. Enquanto guiava seu ecommerce, ela começou a estudar sobre o assunto e fazer cursos online na área, se apaixonando pelo assunto no processo. Isso rendeu bons frutos, já que estabeleceu uma rede de contatos com autoridades na área, o que resultou em uma parceria com a Ana Tex - especialista em marketing digital e Instagram - para ensinar métodos para vendas online na área de moda sem usar um site, a mesma que ela própria utilizou consigo.

Atualmente, o curso tem 8 meses desde seu lançamento e já registrou 500 alunos com resultados impressionantes, de acordo com a própria Alexandra. O único revés foi o tempo disponível que a impediu de manter os dois negócios rodando simultaneamente, no qual ela escolheu por permanecer na área de ensino, passando adiante seu bem-sucedido método. Para saber mais sobre a Alexandra Moraes, confira sua página no Facebook.

Afiliados JivoChat: Conheça o programa e ganhe até 30% de comissões recorrentes

Crie seu próprio negócio e atenda seus clientes com o Jivochat!

Seja o seu negócio online disponível através de sites ou aplicativos, você também pode replicar a fórmula de sucesso da Alexandra Moraes em seu negócio utilizando o Jivochat! Através da nossa plataforma de chat online, você também poderá focar seu atendimento online e torná-lo mais pessoal, além de transparecer confiabilidade e uma estrutura que, assim como a da Alexandra, pode aparentar ser bem mais larga do que realmente é. Além disso, pode sempre integrar o JivoChat com o suporte nas suas mdias sociais como o messenger do Facebook, Viber ou Telegram.

Além de fornecer um chat online para seu site, também é possível integrá-lo em seu aplicativo próprio, já que fornecemos o SDK para dispositivos móveis iOS e Android. Para saber tudo sobre a plataforma, confira nossa página de funcionalidades.

2017/01/26

Se gostou deste artigo, também pode gostar destes ...

Dicas para ecommerce, conversão e atendimento